MEC lança cartilha para os ensinos profissional e tecnológica

** Matéria publicada no site Correio Braziliense em:

https://www.correiobraziliense.com.br/euestudante/educacao-profissional/2021/03/4913330-mec-lanca-cartilha-para-os-ensinos-profissional-e-tecnologica.html

 

O Ministério da Educação lançou a Cartilha de Orientações às Redes Ofertantes da Educação Profissional e Tecnológica (EPT). O documento reúne instruções e boas práticas, objetivando auxiliar os gestores das instituições de ensino na definição de ofertas de cursos técnicos e de qualificação profissional, de acordo com as demandas locais.

A cartilha apresenta ferramentas que permitem a compreensão dos contextos socioeconômicos de cada região, e pretende ser uma estratégia efetiva na sistematização de dados que são fundamentais para o desenho de cursos na oferta da EPT.

 

A metodologia utilizada na construção da cartilha também segue o Painel de Demandas por Qualificação Profissional como referência na elaboração de propostas para a formulação da oferta. A aplicação desse instrumento já apresenta bons resultados para as instituições ofertantes, uma vez que aumenta a procura pelos cursos definidos com o uso desse recurso.

 

A cartilha traz um conjunto de dispositivos e fontes que auxiliam no levantamento de demandas por qualificação profissional, em cada região, por meio da análise de indicadores como dados socioeconômicos e do mercado de trabalho formal e informal. Além disso, essa primeira versão também apresenta informações sobre os investimentos previstos e análises sobre as ofertas anteriores dos cursos.

 

A Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) do MEC tem trabalhado na proposição de alternativas e aprimoramento na oferta da EPT. Essas ações visam subsidiar os gestores para que a formação técnica atinja seu maior potencial, com a utilização do conhecimento adquirido no mercado de trabalho na forma do emprego com carteira assinada, ou na forma de projetos empreendedores.

 

A Cartilha foi desenvolvida em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Social do Governo de Minas Gerais, como um material complementar ao Mapa de Demandas, lançado no fim do ano passado, com o intuito de fornecer mais possibilidades de análises para se pensar a oferta da EPT.

 

Com o objetivo de construir uma carteira de cursos técnicos a serem ofertados à comunidade, atendendo aos critérios da legislação vigente quanto a identificação dos públicos prioritários, a Fundação de Educação para o Trabalho de Minas Gerais (Utramig) utilizou o painel de demandas para auxiliar na escolha dos cursos.

Para acessar a cartilha clique aqui.

© 2013 - 2021 AFEESMIG. Todos os direitos reservados.